Campanha de cervejaria é acusada de fazer apologia ao estupro

Duas amigas, a publicitária Pri Ferreira e a jornalista Mila Alves, fizeram um protesto contra a propaganda..

Uma campanha feita pelo Skol para o Carnaval vai ser retirada de outdoors de São Paulo depois de protesto de um grupo feminista. A peça publicitária tem mensagens como “Esqueci o não em casa” e “Topo antes de saber a pergunta”.

Duas amigas, a publicitária Pri Ferreira e a jornalista Mila Alves, fizeram um protesto contra a propaganda. Elas acrescentaram a frase “E trouxe o nunca” com fita isolante preta e divulgaram o caso nas redes sociais. A partir daí, a cervejaria passou a receber críticas.

Pri considerou a campanha irresponsável. “É uma campanha que estimula as pessoas a não respeitarem os seus próprios limites, nem o dos outros. Não é um problema só de passar uma mensagem de desrespeito às mulheres numa época (Carnaval) em que os estupros aumentam, mas de beber além da conta ou de usar drogas só para aparecer ou se afirmar”, disse ela à Exame.

Em nota, a Skol afirmou que vai substituir as frases atuais por novas mensagens mais “claras e positivas” e disse que repudia qualquer tipo de violência.

Leia a nota

As peças em questão fazem parte da nossa campanha “Viva RedONdo”, que tem como mote aceitar os convites da vida e aproveitar os bons momentos. No entanto, fomos alertados nas redes sociais que parte de nossa comunicação poderia resultar em um entendimento dúbio. E, por respeito à diversidade de opiniões, substituiremos as frases atuais por mensagens mais claras e positivas, que transmitam o mesmo conceito. Repudiamos todo e qualquer ato de violência seja física ou emocional e reiteramos o nosso compromisso com o consumo responsável. Agradecemos a todos os comentários.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *