Carnaval de Maragojipe tem prévia no Cortejo Afro

Com cerca de 130 anos, influências ibéricas, afro-indígenas, instrumentos típicos, máscaras e fantasias de inspiração europeia, o Carnaval de Maragojipe será representado em Salvador, nesta segunda-feira (20), às 20h30, na Praça das Artes, Pelourinho. Cerca de 20 mascarados e bandas de Maragojipe fazem apresentação antes do ensaio do Cortejo Afro que começa às 21h, no local. A iniciativa é do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), proprietário da praça e responsável pelas pesquisas que tornaram o Carnaval de Maragojipe um Bem Imaterial da Bahia, em 2009.

“Além da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA) apoiar a festa na cidade de Maragojipe, ao apresentar este Carnaval singular no Pelourinho, possibilitamos que maior número de turistas e baianos conheçam essa manifestação popular”, afirma o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira. Segundo ele, a festa maragojipana têm influências europeias – francesas e italianas – fazendo releituras de personagens da ‘Commedia dell’Arte’ (século XVIII), das ‘caretas’ da década de 1970 e até de inclusões contemporâneas típicas da globalização, como máscaras de personalidades e políticos conhecidos internacionalmente.

Segundo o assessor Institucional do IPAC, André Reis, a iniciativa conta com parceria da Prefeitura de Maragojipe. “A ideia é que os mascarados e banda façam um pequeno desfile pela praça para animar o público antes do show do Cortejo e exibir essa riqueza do Recôncavo baiano”, diz. Além de bens culturais intangíveis, Maragojipe detém patrimônios culturais materiais tombados pelo IPAC, como o Terreiro Ilê Axé Alabaxé (2005), e bens reconhecidos pelo IPHAN/MinC, como a Fazenda São Roque, Forte do Paraguaçu, Igreja São Bartolomeu e Paço Municipal. Confira a programação do Carnaval de Maragojipe: www.maragojipe.tur.br.

DINAMIZAÇÃO: A ocupação na Praça das Artes integra o projeto de dinamização de espaços do IPAC em Salvador e interior. Na capital, o IPAC tem largos e praças (Pelourinho), Passeio Público (Campo Grande), museus como MAM/Unhão, Palacete das Artes (Graça) e MAB (Corredor da Vitória). No interior, museus dos Humildes (Santo Amaro), do Recôncavo (Candeias) e Castro Alves (Cabaceiras). Além de artistas, como Maria Gadú, Chico César, Daniela Mercury, Caetano Veloso, Regina Casé, Preta Gil, Beto Jamaica e Fause Haten, o IPAC recebe na praça empresários e produtores culturais para mostrar o case de sucesso com o Cortejo.

O post Carnaval de Maragojipe tem prévia no Cortejo Afro apareceu primeiro em Diga Bahia.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *